Apresentação



O presente blog foi criado em Janeiro de 2005. Está em actualização permanente, tal como o seu autor que decidiu agora regressar ao estudo do Direito. Tem como linha de orientação não comentar processos ou casos concretos, menos ainda o que tenha a ver com a minha profissão, estando o meu site de Advogado aqui, nele se mantendo o mesmo critério. Estou presente também na rede social Linkedin e no Twitter.

José António Barreiros




O risco

Há momentos em que o esforço profissional tudo devora, até o tempo de descanso. Caricato, pois, que, nesta vertente, esta seja uma profissão dita liberal. Mas é o que é, e não me queixo, salvo na medida em que sinto o que se reflecte em não vir aqui e o que isso significa de impossibilidade de mais do que trabalhar dia e noite. Para além disso, porque, ante o excesso de deveres, nos escapa o horizonte: quando é assim, de tal modo estamos concentrados nos casos em que trabalhamos, que aquilo que é geral e não tem a ver com eles, se torna um além inatingível.
Não estou de quarentena, salvo na medida em que sinto ter estado tantas vezes, recolhido a trabalhar. Ser advogado em prática individual, ou isolada, como já em tempo se chamou, torna-nos familiar a solidão.
Este fim de semana voltarei aqui, para retomar a actualização deste espaço. Aos que o foram seguindo sem nada encontrarem, gratidão pela expectativa.
Dizem que os prazos processuais serão suspensos, por lei, desconheço ainda em que termos. Não quero antecipar, mas suponho que a cláusula que o preveja vai trazer áreas de ambiguidade, que farão com que não se arrisque.
É esta uma das principais características do incerto Direito, semelhante às infecções bacterianas: nunca se sabe onde está o risco. A profissão torna-se num jogo de dados.

Sem comentários:

Enviar um comentário